sexta-feira, 23 de abril de 2010

.:. Por una Cabeza .".

Essa música é show de bola ... o cara é rei aqui ...
Por una Cabeza ... que foi feita porque o Gardel perdeu a corrida de cavalo "por uma cabeça" ... dizem por aqui que ele era bem viciado ... em corridas de cavalo.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

.:. Agora sou quase um portenho .:.

Depois de 4 meses,até que enfim consegui a famosa DNI (documento nacional de identificacao Argentino) que te da acesso a viver legalizado; 3 meses para conseguir o equivalente a carteira de trabalho... Agora posso dizer que sou quase um argentino... tenho tudo isso e quase já posso fazer um financiamento aqui em Buenos Aires... Então o que falta para ser um argentino? Sei la talvez torcer para a selecão dos caras? Fazer protestos todos os dias na praca de Mayo? Nao sei mesmo... quem sabe se eu tivesse aqui os mesmos amigos que eu tinha no Brasil e principalmente em São Roque, então eu me tornasse 98% argentino, por "ahora" sou um brasileiro que ama muito o Brasil que vive em Buenos Aires, na qual fui muito bem recebido e como já disse anteriormente SEM qualquer tipo de preconceito com "nosotros", bem diferente da gente com eles que os medimos sempre pelo péssimo caráter do Maradona, para nós todos os Argentinos são uns lixos como o Maradona (e alguns realmente são).
Bem o que importa é o seguinte: 20 de mayo de 2010 estou de volta pra "rever os amigos que uns dia ... eu deixei a chorar de alegria..." de volta naquelas né ... fico no Brasil até terça 25/04.
Grande abraço a todos... !!!!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

.:. Show do meu amigo Toquinho neste sábado 17/04/2010 .:.

Nesse final de semana vou receber a visita de duas pessoas muito especiais: meu amigo Toquinho e minha amiga Maria Creuza... eles vem me visitar, vão almoçar no meu apto (inauguração) e depois aproveitam para "dar uma canja" para os portenhos na casa de shows Luna Park. Eu já comprei o meu...

.:. Cover do Falcão do Rappa .:.

"Tamo" dominando o mundo ... Encontrei um cover daquele maluco do Rappa ... Falcão ... O cara canta "igualzinho" ... Esse cara tava no metrô (aqui Subte) ... Com um microfone, uma caixinha de som e mais um outro maluco tocando guitarra... Agora estamos dentro do trem no metrô e o contraste..., um tiozinho com uma sanfoninha tocando "por una cabeza"... Claro que sempre depois vem ... os aplausos e o pedido de sempre: "monedas"... Como hoje estou de bom humor porque chegaram os moveis do Brasil, vou dar duas moedinhas de $0,25 ...
Mudando de assunto, amanhã finalmente entregam minha mudança: já faz um mês e meio que os caras tiraram os móveis do apto que morava em São Paulo ... enfim ... amanhã mudo para nosso lindo apto. Agora é só convidar o pessoal de São Roque para vir conhecer Buenos Aires...

quarta-feira, 14 de abril de 2010

.:. Recordar é viver ... Viagem a Bolívia, Perú (Machu Picchu) e Chile .:.

Recordação de quando fizemos a inesquecível viagem pela América do Sul .:.
Nem me lembrava mais desse tão mal feito blog...

http://tocha-srq.zip.net/

segunda-feira, 12 de abril de 2010

.:. 10 e 11 de Abril de 2010 - Uruguay - Colonia Sacramento .:.

No último final de semana conheci a pequenita cidade de Colonia de Sacramento, uma cidadezinho chica, pero mui linda, hermosa ... Comida boa, bom atendimento. Aluguei um pequeno bug (sem esse veículo estaria ferrado, pois ficamos hospedados num hotel longe para caramba).



Essa era "a máquina" - 2 marchas (1a. e ré), velocidade máxima 20km/hr


Na minha opinião cara que tirou essa foto é profissional


Plaza de Toros


País show de bola


Essa foto é show ... foi tirada a uns 40 metros de altura, para você ter uma idéia esse tabuleiro de xadrez é feito de garrafas pets. ao todo deve medir um 4 metros.


Experimentei a Patricia, e como todas é muito ruim, posso dizer é insuportável


Casinha antiga, é um atellie


Ruinas de forte para proteção de Colonia


sábado, 10 de abril de 2010

.:. Vida dura .::

Estamos almoçando no centro historico de Colonia, lugarzinho show de bola (bem mais barato que o Brasil, mas mais caro que Buenos Aires), almoço com direito ate a um "paga pau" de brasileiro, o músico do restaurante so toca Tom Jobim...

.:. No Buquebus indo para o Uruguay .:.

O Buquebus e uma empresa de ferryboat que atravessa o Rio da Prata com destino ao Uruguay. Faz vários destinos: Colonia Sacramento, Montevideo, Punta del Leste e dizem que vai ate Porto Alegre (esse último sinceramente nao sei se e verdade).
Vamos sair agora as 8h45, e rapidinho em 1:15 estamos em Colonia.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

.:. Uruguay - Colônia Sacramento .:.

Nesse final de semana (10 e 11 de abril de 2010) vou conhecer o Uruguay... ou melhor ... Colonia de Sacramento (sul do Uruguay): essa cidade tem muita história, pois foi disputada por quase 2 séculos entre Portugal e Espanha, até que o Uruguay conseguiu sua independência em 1828 e deixou os dois "troxas" a ver navios (Portugal e Espanha).
Nos próximos dias escrevo mais detalhes e coloco fotos para que todos conheçam mais essa parte da história do Brasil tão desconhecida para nós brasileiros.

domingo, 4 de abril de 2010

.:. Buenos Aires ... Fotos do Cotidiano .:.

Algumas fotos que tirei do cotidiano do povo Argentino...

.:. Um verdadeiro caipira Brasileiro .:.

Como todo bom brasileiro que vem visitar Buenos Aires, não podia deixar de conhecer o famoso Café Tortoni. É uma espécie de Confeitaria Colombo (no Rio de Janeiro) ou uma padaria Guarany de São Roque.
De cada 10 pessoas, 11 são brasileiros.
Esse lugar tem muita história: foi fundado em 1858, por lá já passaram grandes personalidades: atores como "Roberto Durval" (Robert Duval), Susan Sarandon, políticos como por exemplo Hilary Clinton, Rei Juan Carlos (Espanha), e claro era frequentador assíduo Carlos Gardel e agora Eu.

Fila de espera: 30 minutos para conseguir entrar

Que foto heim...

Foto da foto

Só brasileiros esperando para entrar

Parece de mentira, mas é de verdade

Parece de verdade, mas é de mentira

.:. No metrô de Buenos Aires .:.


O metrô parece muito com os trens que partem de Sao Paulo com destino a Itapevi, a única diferenca é que aqui e bem mais barato e o desgraçado vai para tudo quanto e lugar.
Prefiro andar num lixo que é barato e tem para tudo quanto é lugar do que o de São Paulo que é limpinho, caro e não tem para todo lugar.

sábado, 3 de abril de 2010

.:. TAB... rumo ao Guarujá .:.

Só para recordar: na sexta-feira santa do ano passado (09/04/2009) estávamos nós Tochas descendo de BIKE a serra de Santos pela Estrada da Manutenção em direção ao Apartamento da Lili (esposa do Guillerme).

Eu, Dalezio, Biruba, Guilherme e o Primo do Dalézio.

Algumas fotos para recordar:


.:. Dicas Buenos Aires Gastronômico .:.

Abaixo algumas dicas de restaurantes que temos conhecido nessa nossa estadia prolongada aqui em Buenos Aires; alguns muito bons outros péssimos. É uma analise desde a qualidade da comida até o atendimento (coisa que muitas vezes é péssimo entre os portenhos).
Dicas:
·         Cuidado com as “parrillas” ou “parrilladas”, podem vir carnes bem diferentes da que nós brasileiros estamos acostumados (exemplo: rim do boi);
·         Se você gosta de vinho, aproveite, em Buenos Aires vale muito mais a pena do que tomar cerveja, normalmente 2 cervejas num restaurante já dá para tomar uma garrafa de vinho. Se optar por tomar cerveja não tenha preconceito com Quilmes, agora ela é da Ambev e o gosto já está bem parecido com nossa Brahma. Eu recomendo o Chopp (que eles chamam de “tirado”) é bem mais gelado que a cerveja de garrafa. Outra coisa:  em bares e/ou restaurantes não existe cervejas em latas, são sempre long-necks (que eles chamam de porron) ou de garrafa de um 1 litro (geralmente quentes);
·         Garçon: Se for bem atendido, não se esqueça de dar a maldita “propina” que é a nossa gorjeta; aqui diferente do Brasil a grande maioria dos restaurantes não cobram os 10%, porém o cliente deve dar a gorjeta diretamente para o garçon.
·         Aqui diferente do Brasil, não se cobra pelo couvert (aqueles pãezinhos com patê), pode comer a vontade que geralmente são muito bons.
·         Se for a um show de tango, muita atenção, porque sempre vão tentar te vender um pacote com o show e o jantar: o jantar não é lá essas coisas, vale muito mais a pena comer num bom restaurante e depois ir assistir o show.

Montei uma classificação para cada dos restaurantes:
äääää - Excelente/Sensacional
ääää - Muito Bom
äää - Bom
ää - Razoável
ä - Um lixo/Horrível

äääääBrocolinos:  um dos melhores, cozinha italiana mas também tem algumas outras opções, recomendo a berinjela, que depois da que eu faço é a melhor que já comi. O atendimento é ótimo, não sei se é porque já somos conhecidos (vamos lá pelo menos uma vez por semana), sou muito bem recebido. O vinho é bom e barato e principalmente resfriado na temperatura correta (eles têm uma adega climatizada). Em termos gerais: comida e bebida é bem barato um prato que dá para dois mais um vinho bom sai por $ 90,00, ou seja, R$ 45,00.
Ah, a Debora recomenda também uma pasta (que tem várias opções) com molho (salsa) “Maradó”, que é uma delícia.
Fica no centro, quase entre Avenida Cordoba e Esmeralda (micro centro).

ääääRemolinos:  tem como especialidade carnes, muito bom nessa especialidade, porém meio carinho, um “Bife de Choriço” sai em torno de $ 50,00 – R$ 25,00 mas é só o bife, daí você tem que pedir um porção de alguma outra coisa, por exemplo “papas fritas”. O atendimento até que é bom (depende do garçom). Um problema que achei foi o vinho, pois o mesmo estava meio quente, eles não tinham adega para climatizar. Quis discutir com o garçom (mozo) sobre isso e ele não gostou muito.
Fica na Suipacha em frente ao hotel preferido dos brasileiros em Buenos Aires, o “El Conquistador” (não recomendo esse hotel).

äääMe Leva Brasil: Se você está com muita saudade da terrinha (Brasil), esse é o melhor lugar, por incrível que pareça, lá tem feijoada: está a anos luz da feijoada brasileira, porém dá para enganar. Lá também tem outras especialidades brasileiras, como coxinhas (recomendo), “bobó de camarão”, “virado a paulista”. Na primeira vez que fui fiquei meio decepcionado, pois a cerveja estava quente, já nas outras duas vezes a cerveja estava geladíssima. Lá também é bom caso você queira assistir a Globo Internacional (que é o meu caso). O preço fica em torno de $ 50,00 uma fejuca, se você pedir mais uma porção de arroz, e não for muito “morto de fome”, dá pra dois. A cerveja é meio cara (como em toda Buenos Aires), uma Brahma sai em torno de $ 12,00 – R$ 6,00.
Ah, se sentir saudade de uma Skol, lá tem, só que custa $18,00 uma latinha ... caríssimo.
Fica perto da Scalabrini Ortiz com Costa Rica ($17,00 um taxi do centro até la).

äääSiga La Vaca:  é um tipo de rodízio. Um pouco diferente do Brasil, pois nesse você tem que levantar e ir até um balcão: pedir e pegar a carne. Antes de ir, tinha uma expectativa maior sobre esse restaurante. Tinha pesquisado na internet e era muito bem recomendado pelos brasileiros. Se você gosta só de carne, é “show de bola”, mas se você gosta de carne como num rodízio brasileiro, esquece, os “acessórios”... arroz, saladas, etc, são bem poucos e ruins. Mesmo assim se é a primeira vez em Buenos Aires, eu recomendo, dá pra comer muita carne e beber um vinho, tudo isso por $ 63,00 – R$ 32,00, ou seja, barato.
Esse restaurante fica no final do Puerto Madero, sentido sul (depois da Universidade Católica). Lá 90% dos clientes são brasileiros, você se sentirá em casa ($ 14,00 um taxi do centro até lá).

äääHard Rock Café: Fui lá para jantar, já tinha conhecido outros Hard Rock’s: La Paz, Lisboa, Paris, Rio de Janeiro, são todos iguais na decoração, até então eu não tinha jantado. É bonzinho, porém o prato que pedi, tinha como comparação ao do “Outback” do Brasil: eu pedi uma “Costela de porco com molho barbecue”, a do Outback no Brasil é beeeem melhor. O atendimento nesse Hard Rock não é muito bom, você tem que implorar para ser atendido, o chopp é bem gelado e caro, não me recordo o valor, mas lembro bem que é caro, mas vale a pena.
Fica na Recoleta, dentro do Shopping Design, portanto não tem erro (taxi sai em média $12,00).

äääääSan Juan: Esse junto com o Brocolino, na minha opinião são os melhores.
Conheci esse restaurante graças a recomendação de um taxista que estava me levando para San Telmo. O San Juan é um restaurante com comida internacional, poucas opções, porém ótimamente preparadas. A cozinha fica na frente de todos os clientes. Alias o cardápio já é um charme: é uma lousa com os nomes dos pratos e a garçonete vai te explicando cada um. Eu tenho como preferência o nhoque com molho branco e muito azeite; é muito bom, a Debora prefere o Salmon (veja foto abaixo). Na última vez que fui eu experimentei um outro prato: um purê de batata e uma carne de porco com molho que não me lembro o nome: muito bom também, principalmente com um vinho branco.
Recomendo também as sobremesas (postres), principalmente o mousse de maracujá.
Da última vez que fui, gastei $ 123,00 – R$ 65,00: comemos um salmon, esse prato que comentei acima e um vinho (750 ml).
Fica entre a avenida San Juan e La Defensa – próximo a feira de antiguidade de San Telmo (Taxi em média $12,00).



äPasseo del Toro: O pior restaurante que já fui aqui na Argentina: Erram em tudo: Atendimento péssimo, comida ruim, lugar feio e CARO.
Fica em Tigres. Eu queria vir embora quando via que não iríamos ser bem atendidos, porém esse é um lugar aonde só se chega de barco e teríamos que esperar muito tempo até o próximo barco. Antes tivesse esperado o próximo barco e ido embora. Além de tudo CARO: gastamos $143,00 -  R$ 75,00 por uma salada ruim, um bife (frio) com cebola e 2 ovos fritos e 3 cervejas. Horrível!!!

ääääLa Tratoria: Como o nome já diz, é um restaurante italiano que fica em La Plata, capital da província de Buenos Aires (cerca de 1 hora de Buenos Aires – Capital). Muito bom, recomendo, apesar do atendimento não ser dos melhores. Eu comi um risoto de funghi muito gostoso ($39,00) e a Debora pra variar comeu uma massa: um raviolli com recheio de espinafre, muiiito bom, com um molho “parisiense” que é meio que um rose com pedaços de presunto e frango.  Pena que a garçonete errou no fácil, eu perguntei se o vinho o tinto está na temperatura ideal e ela me respondeu que se não tivesse ela trazia um gelo para colocar no vinho, sem comentários. Ainda bem que o vinho estava bom e não “precisei” colocar o gelo...
Esse restaurante como disse fica em La Plata, no centro, não tem erro, é só chegar na cidade que não é tão grande e perguntar. Fomos de ônibus e paguei $20,00 ida e volta por pessoa.